Podcast MarketUP: 3ª edição (entrevista com Adriano Gomes)

Adriano Gomes

Está no ar o Podcast MarketUP de novembro! E nesta edição, nós conversamos com Adriano Gomes. Adriano é consultor de empresas há mais de 15 anos, publicou diversos livros – dentre eles: A empresa ágil (Manole, 2002) e Responsabilidade Social (Saraiva, 2007) –, é sócio-diretor da Methode Consultoria e professor de Finanças na ESPM.

Na entrevista, foram abordados temas importantes para o dia a dia de um pequeno negócio, como, por exemplo: fatores essenciais em uma gestão financeira eficiente, problemas comuns enfrentados pelas pequenas empresas, como se firmar em um cenário de baixo crescimento econômico e a necessidade de conhecimentos jurídicos na administração empresarial.

Além disso, o professor da ESPM deu dicas importantes para um bom uso dos sistemas de gestão.

Confira a participação de Adriano Gomes em nosso Podcast do mês no link abaixo:

Publicado em PME, Tecnologia | Marcado com , , , , , , , , | Deixe um comentário

Os seis hábitos do empreendedor eficaz

Fonte: Thinkstock

Analogia entre as ideias de Ítalo Calvino para o século XXI e o mundo dos negócios. Leveza, rapidez e exatidão são alguns dos hábitos do empreendedor eficaz.

No livro Seis Propostas para o próximo milênio de Ítalo Calvino ele procura demonstrar quais valores literários mereciam ser preservados no curso do próximo milênio.

A reflexão merece uma analogia com o trabalho nas empresas. Conheça os seis valores:

1 – Leveza

As constantes demissões no Brasil tornaram as estruturas das empresas mais enxutas, mais leves. O profissional que continuou empregado só teve sua carga de trabalho aumentada. A disputa por uma vaga chegou a nove candidatos. Além disso aumentou o grau de exigência das empresas. O perfil exigido por uma indústria em recente anúncio classificado, pode ser assim resumido: 2o. grau completo, experiência anterior e curso técnico.

O resultado geral é a desqualificação e exclusão da grande maioria dos trabalhadores brasileiros para enfrentar esta nova realidade. Por outro lado é uma grande oportunidade para quem pensa em ter seu próprio negócio.

2 – Rapidez

O avanço da tecnologia possibilita que os acontecimentos em uma distante cidade do Leste Europeu sejam conhecidos quase ao mesmo tempo em várias partes do mundo.

Os computadores estão interligando Ocidente e Oriente em segundos, com transações comerciais jamais imaginadas.

Com mudanças tão rápidas e constantes haverá necessidade de treinamento e reciclagem constantes, pois produtos, mercados e consumidores também estarão em constante mudança. Esta flexibilidade é característica das pequenas e médias empresas.

3 – Exatidão

A variedade de empresas e produtos no mercado fará com que as empresas sejam mais precisas no atendimento às reais necessidades e expectativas dos seus clientes. Estruturas menores tendem a personalizar os serviços e deixar os clientes mais satisfeitos.

4 – Visibilidade

O estímulo da concorrência com uma variedade de ofertas e preços mais baixos deverá fazer com que os profissionais de marketing e vendas sejam mais ouvidos dentro das empresas.

A comunicação com o cliente passou a ser fundamental para desenvolver novas técnicas e formas de vendas, garantindo assim a manutenção dos clientes e a conquista de novos clientes, antes que a concorrência, agora globalizada, o faça.

Por isso, o empreendedor do futuro tem que ter visão global, mas, porém, todavia,contudo, aplicação mais do que nunca local.

5 – Multiplicidade

Após décadas de turbulências e planos econômicos, o empreendedor brasileiro já tem capacidade de desenvolver análises macro e microeconômicas de fazer inveja aos ex-ministros da economia. Pois nada melhor que o dia-a-dia da economia brasileira para tornar “vendedores de rua” em especialistas em formação de preços.

O futuro indica a busca cada vez mais intensa da satisfação do cliente e, embora se chamem cada vez mais os especialistas, são os generalistas que estarão se utilizando dos amplos conceitos da administração moderna, para fazer o empreendimento crescer e ter lucro.

6 – Consistência

Infelizmente, aos 62 anos Italo Calvino faleceu e não desenvolveu este tema. Ficou para a imaginação dos leitores a conclusão do artigo a partir das informações anteriores.

-

Fonte: Sebrae Nacional

Publicado em PME | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

Sebrae abre inscrições para premiação voltada ao desenvolvimento de jogos de educação financeira

Educação Financeira - Fonte: Sebrae Nacional

O Sebrae, em parceira com o Banco Central do Brasil, abriu no dia 17 de novembro, o período de inscrições para a “Premiação de Desenvolvimento de Jogos de Educação Financeira”, voltado para desenvolvedores de games e aplicativos interessados em criar jogos com a temática da educação financeira.

A competição está dividida em dois módulos: jogos urbanos e jogos rurais, e visará premiar os cinco melhores games em cada campo, que estimule potenciais empreendedores, microempreendedores individuais, microempresas, pequenas empresas e produtores rurais, a tomarem decisões financeiras eficientes em seus negócios ou futuros negócios.

Se você é programador, desenvolvedor, ou possui uma micro ou pequena empresa do setor de desenvolvimento de games, não deixe de participar. As inscrições vão até o dia 09 de janeiro e serão distribuídos mais de R$ 600 mil em prêmios.

Tire todas as suas dúvidas e se inscreva no link da premiação: http://www.jogosfinanceiros.sebrae.com.br/jogos_empreendedores/index.jsf

-

Por: Redação MarketUP

Fonte: Sebrae Nacional

Publicado em Tecnologia | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

Cinco dicas para usar o Facebook como uma ferramenta de marketing

Fonte: Thinkstock

Segundo dados recentes divulgados no jornal Meio & Mensagem, o número de usuários do Facebook no Brasil chega a 89 milhões. Para que se tenha uma ideia do alcance do Facebook no país, imagine que a marca atingida pela rede social corresponde a 80% dos usuários da internet em todo o território nacional (107,7 milhões segundo a mesma publicação).

Analisando essas informações, seria ingenuidade que empreendedores encarassem a rede apenas como um meio de bater papo com os amigos ou se atualizar sobre seus interesses através de seu Feed. Mais do que isso, o Facebook pode ser uma excelente ferramenta de marketing e divulgação para seu negócio. Quer saber como? Acompanhe as cinco dicas abaixo que separamos para você!

1 – Crie uma página para seu negócio

Ter uma página no Facebook é o primeiro para passo “marcar território” no mundo das redes sociais. Mas atenção: não adianta criar uma página e não atualizá-la com conteúdos que interessem seu público alvo. Encare sua fanpage como uma parte importante do marketing de sua empresa, responda as dúvidas de seus clientes, fique atento ao português e observe páginas de concorrentes para entender melhor seu nicho de mercado.

2 – Faça campanhas

Uma boa notícia para os pequenos empresários: é possível divulgar sua marca no Facebook gastando pouco dinheiro. Crie campanhas direcionadas para o seu público alvo, defina quanto quer gastar – é possível fazer campanhas de fim de semana com R$10 ou R$20, por exemplo – e atraia fãs para sua página. Confira neste link, o passo a passo para criar uma campanha de anúncios no Facebook: http://www.escoladinheiro.com/2013/03/04/como-criar-uma-campanha-de-anuncios-no-facebook-para-ganhar-fas/

3 – Conheça seu público

Outra vantagem de se ter uma página bem estruturada na maior rede social do mundo, é o fato de que você poderá conhecer melhor seu público, e, a partir disso, adaptar sua linguagem comercial e criar promoções, além de conteúdos exclusivos para seus consumidores. Segundo Felipe Pereira, mestre em administração e especialista em projetos digitais, o Facebook oferece ferramentas interessantes para que você possa conhecer o perfil do seu cliente. “Verifique o seu cliente: o que ele mais curtiu, comentou e compartilhou nos últimos dias? O próprio Facebook oferece estatísticas para que você consiga identificar os tipos de postagens e os horários em que foram feitas, e, dessa forma, consegue fazer um planejamento de três, quatro meses de conteúdo”, comenta.

4 – Identidade Visual

A identidade visual é um fator importante para o sucesso de sua página na rede. Procure imagens com boa resolução, tenha um avatar com o logo de sua empresa e procure distribuir os conteúdos de sua fanpage de um modo coerente com a identidade de sua marca e de seus produtos.

5 – Adapte-se as mudanças

De tempos em tempos o Facebook passa por aprimoramentos. Uma dica essencial – que funciona também para outras redes sociais da internet – é procurar se adaptar a essas mudanças ao invés de ficar se queixando.  “No mundo atual é preciso se adaptar – e quem consegue fazer isso em menos tempo, sai na frente. Uma dica é entrar no blog da rede social (http://newsroom.fb.com/) pelo menos uma vez por semana, ali eles falam sobre as mudanças que foram/serão feitas e as explicam direitinho. E tenha sempre em mente que essas alterações não seriam feitas se não fossem para melhorar a rede social”, explica Felipe Pereira.

Além de todas essas dicas, procure explorar o Facebook com um olhar empreendedor e conhecer sem pressa as ferramentas que a rede social pode oferecer para o seu negócio. Caso você julgue precisar de uma leitura mais aprofundada para se sentir seguro, nós indicamos o e-Book “Marketing Digital para Empreendedores”, fornecido gratuitamente pela Endeavor Brasil.

Fique online e boa sorte!

-

Por: João F. Barros

Publicado em Gestão | Marcado com , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Economia Criativa contará com incubadoras em 13 estados

Fonte: Thinkstock

Empreendedores da área de artes visuais, design, moda, audiovisual, música, artesanato, comunicação e tecnologia, entre outras, vão poder contar, até o começo do ano que vem, com apoio para formalizar seus negócios, profissionalizar a gestão, aproximar-se de investidores e entrar para o mercado. Em parceria com o Sebrae, o Ministério da Cultura, por meio do Programa Incubadoras Brasil Criativo, colocou oito incubadoras em funcionamento neste ano e outras cinco devem ser inauguradas nos próximos meses.

Até esta sexta-feira (21), os gestores das incubadoras Brasil Criativo estarão reunidos na sede do Sebrae Nacional para trocar experiências, compartilhar informações e discutir a formação de uma rede de incubadoras, na qual eles possam se comunicar e criar um modelo transversal de atuação junto aos empreendedores criativos. No encontro também será discutido a formatação de modelo de atendimento nas incubadoras.

“As incubadoras são um apoio importante para o fortalecimento da atividade criativa do ponto de vista do empreendedorismo, da formalização e da profissionalização dos negócios. O Brasil é muito rico culturalmente e o segmento é uma grande oportunidade econômica”, afirmou o gerente de Serviços do Sebrae, Juarez de Paula, durante a abertura do encontro.

Espaço de convergência e integração dos empreendimentos criativos, as incubadoras ofertam aos agentes culturais cursos e consultorias, planejamento estratégico, assessoria contábil, jurídica e de comunicação, marketing, elaboração de projetos e captação de recursos, além de acompanhamento contínuo. O modelo oferece ainda balcões de crédito, formação técnica e realização de cursos.

Durante o encontro, os gestores das incubadoras discutirão, por exemplo, a forma de recrutamento dos empreendimentos e o tempo de incubação das empresas selecionadas. Eles também vão participar de um curso da Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec) sobre como planejar a gestão eficaz de incubadoras e como atrair e selecionar os empreendimentos.

Já estão em funcionamento espaços dedicados para a Economia Criativa no Rio de Janeiro, Pará, Bahia, Rio Grande do Norte, Goiás, Acre, Ceará e em Mato Grosso. Estão previstas para funcionar em 2015 outras cinco incubadoras no Paraná, Pernambuco, Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Distrito Federal.

O secretário de Economia Criativa do MinC, Marcos André Carvalho, afirmou que o ministério está preocupado em qualificar a ocupação das incubadoras e que vai colocar no orçamento de 2015 recursos que garantam o funcionamento das incubadoras até fevereiro de 2016. “Nosso objetivo é fazer uma incubadora por estado e o programa só vai ter sucesso se realmente trabalharmos em rede”, disse.

-

Fonte: Sebrae Nacional

Publicado em Mercado | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

MarketUP na Imprensa (13.11.2014 a 17.11.2014)

A MarketUP foi destaque em alguns veículos importantes da imprensa nacional! Confira as principais matérias veiculadas entre os dias 13 e 17 de novembro deste ano:

Tribuna do Norte/RN – 13/11/2014

Matéria do Jornal Tribuna do Norte, jornal potiguar, dá destaque a participação da MarketUP na Feira do Empreendedor Sebrae/RN. Leia matéria completa no link abaixo:

Tribuna do Norte Online

http://bit.ly/1A87wML

DCI – 17/11/2014

Inserção no Diário do Comércio, Indústria & Serviços, comenta algumas das funcionalidades do ERP MarketUP. Para ler matéria completa, é necessário fazer um cadastro gratuito no site:

Fonte: DCI

http://bit.ly/11z1eI1

Folha de S. Paulo – 17/11/2014

Pauta da Folha de S. Paulo aborda a gratuidade do Sistema de Gestão MarketUP e conta com fala do CEO da Startup, Carlos Azevedo. Confira a matéria completa no link abaixo:

Folha Online

http://bit.ly/1yMMu2l

Gazeta do Povo – 17/11/2014

Importante veículo do Paraná posta conteúdo da Folha de S. Paulo em seu Portal Online. Confira no link abaixo:

Gazeta do Povo Online

http://bit.ly/1viz1lO

Rádio CBN – 17/11/2014

Em entrevista a Rádio CBN, jornalista Gilberto Dimenstein elogia o Sistema de Gestão MarketUP! Confira abaixo:

Fonte: CBN

http://bit.ly/11yosOg

-

Por: Redação MarketUP

Publicado em Documentos e Manuais | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

Veja o que muda com o rascunho do Imposto de Renda

Fonte: Thinkstock

Desde o dia 03 de novembro, a Receita Federal disponibilizou um aplicativo para que o contribuinte já possa começar a elaborar um rascunho da declaração IRPF 2015, neste ano de 2014. Apesar do ano já estar no final, será possível inserir as informações tributárias que possuírem, para facilitarem a preenchimento no próximo ano. A partir de 2015, durante todo o ano, quem declara o imposto de renda poderá preencher a declaração à medida que os fatos acontecerem.

“A novidade é bastante interessante, pois, quem gosta de se anteceder poderá já preencher a declaração com os lançamentos, simulando o preenchimento no programa gerador da declaração IRPF (PGD IRPF 2015), que será liberado para os contribuintes só em março de 2015. Lembrando que as informações do Rascunho IRPF poderão ser utilizadas para a declaração de 2015, com uma simples importação de dados”, explica o consultor de imposto de renda da Confirp Consultoria Contábil, Rodrigo Zaparoli de Melo.

O aplicativo da Receita Federal pode ser instalado nos microcomputadores ou nos dispositivos móveis, como smartphone e tablets por meio do novo APP IRPF. “Essa novidade reforça o que sempre informamos aos nossos clientes, de que a declaração não deve ser feita apenas quando abre o período de entrega, mas sim durante todo ano, já possibilitando que se tenha uma prévia de qual melhor tipo de declaração a ser enviada e dos dados a serem inseridos”, explica Zaparoli.

Contudo, o consultor da Confirp alerta que deve haver cuidado nas informações que são inseridas nesse rascunho. “Não se sabe qual será o acesso e utilização da Receita às informações que forem passadas a esse rascunho, assim, quando se meche muito nos dados ou altera fazendo projeções, esses poderão ser considerados pelo governo no futuro”.

Por fim, Zaparoli lembra que a novidade reduzirá as dificuldades, mas ressalta que se deve ter cuidado para não jogar comprovantes foras após a inserção no rascunho. “Continuará sendo fundamental uma análise posterior das informações, assim, é imprescindível a guarda correta dos documentos comprobatórios, o contribuintes devem ter esses disponíveis por, no mínimo seis anos”, finaliza.

-

Fonte: DSOP

Publicado em Legislação | Marcado com , , , , , , , | Deixe um comentário