Entendendo a inovação: como tornar o seu negócio competitivo

Fonte: Thinkstock

Muitas vezes confundimos o ato de inovar em uma empresa, com a ideia de que precisamos criar processos mirabolantes de gestão, ou equipar a empresa com ferramentas de última geração que costumam fugir das possibilidades financeiras de um pequeno negócio.

Mas inovar não se resume a isso, e, em diversos casos, se relaciona com atitudes simples, como, por exemplo, o ato de desenvolver uma embalagem mais prática para o uso de seus clientes. E para te auxiliar a adotar uma postura inovadora em sua empresa, acompanhe estes quatro passos selecionados pelo Sebrae, parceiro da MarketUP no desenvolvimento dos micros, pequenos e médios negócios brasileiros. Vamos lá?

  1. Inovação é diferente de invenção

É muito comum associar inovação ao empreendedor “Professor Pardal” que fica trancado em um laboratório pensando em novas tecnologias. Na prática, inovação não está necessariamente ligada à tecnologia. Existem diversos casos de empresas que conquistaram forte diferencial competitivo inovando no atendimento, por exemplo.

  1. Inovação pode ser dividida em duas etapas: concepção e desenvolvimento

Normalmente associamos inovação a ideias geniais, mas ter ideias não é suficiente. A verdadeira inovação acontece quando além da concepção, o empreendedor sabe transformá-las em diferencial competitivo e passa a vender mais ou colher melhores resultados com isso.

  1. Para ter boas ideias, tenha muitas ideias

A melhor forma de ter boas ideias é ter muitas. O empreendedor que está sempre pensando em formas de inovar tem probabilidade muito maior de ter boas ideias do que aquele que espera o momento mágico em que uma ideia genial surgirá.

  1. Mesmo as melhores ideias são rejeitadas no começo

Inovação normalmente envolve novos comportamentos por parte do cliente. Qualquer coisa que envolva mudanças normalmente não é bem recebida no início. O importante é testar os conceitos de forma rápida e barata, sabendo que existe alta probabilidade da ideia ser rejeitada. Ao entender os motivos que levaram à rejeição, o empreendedor deve melhorá-la e continuar apresentando para as pessoas.

-

Por: Redação MarketUP

Fonte: Sebrae Nacional

 

Publicado em Tecnologia | Marcado com , , | Deixe um comentário

10 dicas de como controlar as finanças pessoais

Fonte: Thinkstock

Controlar o dinheiro pode parecer fácil para muitas pessoas, mas, para a maioria, é algo bastante complexo. Segundo Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic) de maio de 2014, o percentual de famílias endividadas aumentou e chegou a 62,3%. “A relação com dinheiro é sempre derivada da informação que possuímos sobre o valor das coisas, ou da percepção de importância de determinado objeto agora ou no futuro”, afirma Mac Amaral Cartaxo, coordenador do curso de Gestão Financeira do Centro Universitário do Distrito Federal (UDF).

Neste sentido, o professor separou algumas dicas sobre como controlar as finanças pessoais. Confira:

1. Conheça o tamanho do seu patrimônio e/ou das suas dívidas – por incrível que pareça, tem gente que não tem clareza do tamanho do “buraco” em que se encontra. Você não pode controlar o que não conhece. Faça este levantamento periodicamente, pois com estes indicadores é possível perceber a evolução ou involução da sua condição. Observe com cuidado extrato bancário, do cartão ou mesmo do relatório do imposto de renda.

2. Reflita sobre as suas prioridades e interesses – por vezes vamos a restaurantes, shoppings ou passeios caros buscando apenas estar junto com as pessoas que gostamos certamente esses encontros podem, na maior parte do tempo, ser realizados sem estes custos. O autoconhecimento nos leva a refletir que estamos investindo ou dispendendo dinheiro e tempo no que não nos produz efetiva satisfação.

3. Inventarie os gastos fixos ou variáveis – verifique quais deles contribuem ou não para suas prioridades e não tenha medo de reduzi-los ou cortá-los. Faça este exercício com frequência.

4. Tenha informações oportunas sobre sua situação financeira – atualmente é simples obter serviços que disponibilizam no celular os gastos com cartão de crédito ou saques e depósitos em sua conta bancária. Não dispensem estes importantes indicadores.

5. Pesquise antes de comprar – a internet tornou muito fácil comparar preços em tempo real, porque pagar mais caro se pode obter o mesmo produto por menos.

6. Aprenda mais sobre finanças e vantagens econômicas – é possível pagar menos imposto de maneira legal, reaver tributos pagos, conseguir vantagens no uso do seu cartão de crédito, isenções de tarifas bancárias, passagens aéreas gratuitas, simplesmente lendo ou perguntando um pouco mais.

7. Automatize ao máximo as suas finanças – depois de ter clareza sobre a sua situação financeira, definido o que é importante para você e decidido o que vai fazer, torne estas informações em ações automáticas, como é o caso do débito em conta e das aplicações automáticas. Isto impede o pagamento desnecessário de multas e a perda de oportunidades em função do esquecimento.

8. Fixe metas – juntar dinheiro, por juntar dinheiro não é algo prazeroso para nosso cérebro. Gostamos de imaginar o que vamos obter com este esforço de postergar o consumo hoje, em prol de algo no futuro, quer seja: uma viagem de férias, um carro novo, uma nova casa, ou mesmo uma situação confortável em nossa aposentadoria. Lembre-se a meta, para ser meta deve ser específica e possuir um prazo para seu atingimento, ser rico um dia não é significativo!

9. Informe às pessoas que estão a sua volta sobre suas metas – somos seres gregários e o nosso sucesso no controle das finanças depende da participação de familiares e colaboradores. Combine as férias, mostre o carro novo que será comprado com aquela poupança e caracterize que a economia gerada com a diminuição no consumo de água, luz ou saídas ao shopping contribuirá para este objetivo.

10. Comemore o atingimento das metas – a percepção marcante do atingimento das metas tem um efeito de reforço na consolidação do seu mecanismo de controle das finanças. Vale a pena definir fases, etapas ou metas intermediárias de um objetivo maior, pois à medida que percebemos o alcance destes marcos em direção a meta final nos motivamos e intensificamos o controle, garantindo ainda mais o êxito futuro.

-

Fonte: Isabela Barbosa

Publicado em Gestão | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

Amplie suas vendas oferecendo opções de pagamento com cartões

Fonte: Sebrae Nacional

Todo estabelecimento comercial precisa oferecer opções variadas de pagamento para seus clientes. Conheça o simulador criado pelo Sebrae.

Imagine que seu estabelecimento aceita apenas pagamento em dinheiro e seu cliente tem apenas cartão de crédito. Na hora de pagar, constrangimento para o cliente e para o empresário: seu negócio não está preparado para atendê-lo.

Mais uma venda perdida porque seu negócio não atendeu às expectativas do cliente, cada vez mais habituado a pagar desta forma.

Para entender melhor as vantagens (e os custos) de aceitar esse tipo de pagamento, como oferecer praticidade e comodidade para o cliente e captar mais vendas, o Sebrae preparou o Guia para o Empresário – Cartões de Pagamento. Nele você vai conhecer os benefícios do cartão de crédito ou débito para o seu negócio (e as taxas de adesão, aluguel e administração, por exemplo), compreender o conceito de cartão de loja (private label) e as oportunidades do cartão empresarial.

Preparamos um simulador em que você pode descobrir, com informações reais, o impacto que a adoção de cartões de pagamento pode ter nas suas vendas e avaliar se vale a pena no seu caso.

-

Baixe aqui o guia completo e o simulador

-

Fonte: Sebrae Nacional

Publicado em PME | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

MarketUP Brasil é convidada na 8ª edição do Makro Extravaganza

Raphael Augusto (Foto: João Barros)

Coordenador de negócios da startup foi palestrante no evento voltado para pequenos e médios empresários do varejo

Com o objetivo de contribuir ainda mais para o desenvolvimento das MPMEs brasileiras, a MarketUP Brasil participa de eventos que procuram oferecer soluções e fortalecer a competitividade dos micro, pequenos e médios empreendedores do país.

E nesta semana, a MarketUP Brasil – primeira startup brasileira a lançar um sistema de gestão inteiramente gratuito e online – está presente na oitava edição do Makro Extravaganza, evento voltado para pequenos e médios negócios do varejo iniciado no dia 20 de outubro e com encerramento programado para esta quarta-feira às 21 horas. O evento ocorre no Expo Center Norte, SP.

Em sua participação, a startup oferece para os participantes do encontro de empreendedorismo a palestra “Como a tecnologia pode ajudar na gestão da sua empresa”, ministrada pelo coordenador de negócios da MarketUP Brasil, Raphael Augusto.

Na apresentação, Raphael Augusto aborda questões relativas à influência da era digital no universo dos pequenos negócios e ressalta a importância de se adaptar a um mercado cada vez mais dinâmico e competitivo. “É preciso ficar sempre atento às mudanças. Por isso é muito importante acompanhar o mercado, ouvir palestras e se atualizar sempre”, comentou Augusto na primeira de suas palestras ocorrida terça-feira (21/10).

Raphael Augusto (Foto: João Barros)

Durante sua apresentação, Raphael Augusto também deu dicas de como ter sucesso no mercado digital, além de ter explicado funcionalidades do ERP MarketUP. A palestra fez parte da parceria entre a MarketUP Brasil e o Sebrae, o qual ofereceu conteúdos exclusivos para os empreendedores presentes no Makro Extravaganza.

Para aqueles que não puderam comparecer ontem ao evento, Raphael Augusto apresentará sua palestra novamente nesta quarta-feira (22/10) às 16 horas, no espaço dedicado ao empreendedor, promovido pelo Sebrae no Makro Extravaganza. Visite a palestra, atualize informações sobre o mercado digital e tire suas dúvidas sobre Sistema MarketUP!

-

Evento: Makro Extravaganza

Local: Expo Center Norte, SP

Palestra: Como a tecnologia pode ajudar na gestão da sua empresa, com Raphael Augusto, coordenador de negócios da MarketUP Brasil, Master in Business and Management pela FGV e Engenheiro de Produção pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar).

-

Por: João F. Barros

Publicado em Eventos, Mercado | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

Oito dicas para evitar fraudes no seu cartão de crédito

77739893

Um dos maiores riscos que o brasileiro enfrenta na hora de utilizar o seu cartão de crédito é a fraude ou clonagem do cartão. Segundo pesquisa da ACI Worldwide, que produz sistemas de prevenção a fraudes bancárias e lavagem de dinheiro, 33% dos consumidores do país foram vítimas de fraude com cartão de crédito nos últimos cinco anos.

É um dado alarmante, pois ele indica que de cada 10 brasileiros, 3 já sofreram com algum tipo de golpe. Certamente, a popularização das compras na internet, favoreceu o aumento de hackers e golpistas que utilizam dados dos cartões de terceiros de forma ilegal.

Não se trata, entretanto, de perder os benefícios das compras na internet ou abandonar o uso do seu cartão. Algumas dicas de segurança podem, certamente, reduzir os riscos de ter seus cartões fraudados. Pensando nisso, selecionamos algumas dicas da Security Vigilância Patrimonial, empresa de segurança privada que faz parte do Grupo Segurança, para que você possa utilizar seu cartão de crédito de modo seguro. Acompanhe:

Caso detecte cobranças de compras não realizadas na fatura, avise imediatamente a administradora do cartão;

Em caso de detectar uma cobrança indevida, solicite o cancelamento, a substituição do cartão e a suspensão da cobrança dos valores indevidos, com a emissão de uma nova fatura;

Anote o número de protocolo do atendimento feito pelo Serviço de Atendimento ao Cliente (SAC). Por lei as empresas têm até 5 dias para solucionar problemas relatados no SAC;

Em casos de compra parcelada, registre um boletim de ocorrência e comunique órgãos de proteção ao crédito, como SCPC e Serasa;

Não clique em imagens ou baixe conteúdo de remetentes desconhecidos recebidos por e-mail;

Existem serviços que avisam instantaneamente, via SMS, os pagamentos efetuados pelo seu cartão de crédito. É uma boa maneira de alertar sobre a clonagem do seu cartão antes da fatura chegar;

Não passe nenhum dado por telefone, a menos que tenha certeza de que esteja falando com a administradora do seu cartão de crédito;

Ao inserir a senha, confira se o valor cobrado pela compra é realmente o correto.

-

Por: Redação MarketUP

Fonte: Gabriela Moraes

Publicado em Legislação | Marcado com , , , , , , , | Deixe um comentário

Conheça cinco cursos online de tecnologia perfeitos para você

Fonte: Thinkstock

A tecnologia está cada vez mais presente na vida das pessoas. Saber lidar com ela é muito mais do que um luxo, já que quem não se atualiza acaba ficando para trás, seja no mercado de trabalho ou na vida pessoal. Já é possível ter em casa desde smartphones e televisores inteligentes até uma impressora 3D, que é capaz de transformar qualquer ideia em objeto. Aproveite e aprenda com cursos para conhecer mais sobre aquilo que pode facilitar a sua vida! Muitos dos ensinamentos da área de tecnologia estão disponíveis online e gratuitamente. Confira cursos que podem fazer você evoluir na área da tecnologia!

Processamento de dados

Com o curso de Processamento de Dados, o aluno pode aprender como os computadores e outros softwares de trabalho funcionam. O curso funciona muito bem para quem está iniciando no assunto.

Segurança de rede

O estudante de Segurança de Rede vai se preparar para ter decisões mais seguras sobre seu comportamento e aprenderá, por exemplo, maneiras de criar uma senha mais segura.

Redes: Teoria e Aplicação

Um dos tópicos mais importantes da atualidade são as redes sociais. Assim, com o curso de Teoria e Aplicação, entra em pauta uma variedade de tópicos de rede para aplicações em redes de informação.

Sistemas de Comunicação I

O curso de Sistemas de Comunicação é dividido em dois módulos e na primeira parte visa ensinar aos alunos os sistemas analógicos básicos.

Design de interface

Design de Interface é para quem quer aprender como projetar a interface de usuário com textos, cores, imagens e som. O curso explica a importância de cada um desses aspectos dentro de uma página e no envolvimento com os usuários.

-

Fonte: Aline Matos

Publicado em Tecnologia | Marcado com , , , , , | 2 Comentários

Administração de conflitos empresariais: como agir de forma estratégica?

166195708

Muitas empresas apresentam sérios problemas internos. O motivo é a existência de intensos conflitos, gerando falta de foco para os negócios da empresa. Conflitos são considerados normais e muitas vezes até necessários em um ambiente competitivo, porém, o que ocorre é que falta nas empresas a figura de um líder que possa administrar e agir como um mediador ou negociador quando essas situações ocorrem.

Atualmente, se trabalha na gestão de pessoas o desenvolvimento da capacidade de buscar um ponto de consenso no qual todas as partes envolvidas, numa negociação ou numa situação de conflito, cheguem a resultados positivos, ainda que inicialmente tenham diferentes pontos de vista e interesses não alinhados.

Na gestão de conflitos deve se levar em conta as variadas formas que podem ocorrer e para cada uma destas, há um tratamento específico. Os principais dentro de uma corporação são:

  • Conflitos individuais: quando duas ou mais opiniões opostas ocorrem em um único indivíduo. Isso pode ser exemplificado com profissionais que tem que fazer escolhas e sofrem com essa situação.
  • Conflitos entre indivíduos: dois ou mais indivíduos dentro da organização mostram posturas distintas, resultado de diferenças de personalidade.
  • Conflitos entre indivíduo e grupo: quando o indivíduo que não concorda com as normas estabelecidas pelo grupo (principalmente comportamentais) ou com os valores encontrados na cultura organizacional o que faz com que vá ao lodo oposto do grupo de trabalho ou de toda a organização.
  • Conflito entre grupos – é um frequente conflito nas empresas, que é gerado pela competição por recursos e pelos diferentes estilos gerenciais necessários para a operação eficaz de diferentes departamentos.

A administração de conflitos nesses mais variados estágios demanda muita sensibilidade do mediador em perceber a existência do mesmo e dentro de quais dessas situações ele se encontra – há casos em que o mesmo não é declarado e não existe uma clara consciência da sua existência.

A ação de um mediador é estabelecer um diálogo que parte da premissa que se devem desarmar as partes envolvidas, e apresentar as divergências observadas, dentro de um clima amistoso.

Depois de criar um clima propício, deve-se discutir o problema de ambos. Se alguma das partes se mostrar relutante, o negociador deve assimilar a posição, mas direcionando para a negociação que se quer, isto é, a busca de um ponto em comum, voltada à solução do problema, focalizando sobre os interesses de cada um dos lados e alinhando com os objetivos macros da empresa.

É fundamental mostrar que é natural a existência de divergências e que opiniões contraditórias são relevantes, mas que em um ambiente corporativo os objetivos do negócio devem ser levados em conta, pois, só com o crescimento do grupo é que haverá a possibilidade de um ambiente propício para o crescimento individual.

-

Fonte: Ricardo M. Barbosa

Publicado em Gestão | Marcado com , , , | Deixe um comentário